As vagas para o curso são limitadas.
Divulgação
As vagas para o curso são limitadas.


“Atendimento da Mulher com Deficiência Vítima de Violência” é o curso gratuito na modalidade EAD (Educação a Distância), do programa estadual TODAS in-Rede, com inscrições abertas até 21 de agosto pelo site da prefeitura.

A capacitação é voltada a profissionais da Delegacia de Defesa da Mulher, demais delegacias de polícia e das redes de proteção como Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializada da Assistência Social (Creas). As vagas são limitadas.

A formação é fruto da adesão de Santos ao programa estadual desde o último dia 14, quando ocorreu a assinatura do Protocolo de Intenções entre Governo do Estado e Município. A inciativa visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida e a inclusão social de mulheres com deficiência, visando sua emancipação e visibilidade.

Conduzido por professores da Universidade Virtual de São Paulo (Univesp), o curso tem início no dia 7 de setembro e prevê os seguintes módulos: o contexto da mulher com deficiência, tipos de deficiência e suas especificidades, tipificação de violências contra a mulher com deficiência e instrumentalização e acessibilidade no atendimento.

“Esse é a primeira capacitação após a adesão de Santos e que beneficiará mulheres e profissionais da rede de atendimento. Mulheres com deficiência são duplamente vulneráveis na sociedade. É preciso, então, pensar em políticas para preparar os profissionais que atendem essas mulheres e instrumentalizá-los de forma adequada para esse atendimento, de acordo com legislação específica”, ressalta a coordenadora Municipal de Políticas para a Pessoa com Deficiência, Cristiane Zamari.

TODAS IN-REDE

O programa TODAS in-Rede conta com quatro pilares de atuação: trabalho, renda e autonomia financeira; exercício dos direitos afetivos, reprodutivos e sexuais; prevenção à violência; autoestima e empoderamento, fortalecendo ainda mais a Cidade na efetivação de políticas de direitos humanos para o público feminino e a inclusão de mulheres com deficiência.

A rede virtual ainda contará com parcerias para o desenvolvimento do empreendedorismo e inclusão digital deste público. Também está prevista abertura de cursos de Libras, empreendedorismo e inclusão digital para mulheres com deficiência.Outras informações: www.todasinrede.sp.gov.br .

    Veja Também

      Mostrar mais