Candidata a vereadora em Santos sofre ataques racistas e presta queixa na polícia
Reprodução/Facebook
Candidata sofreu ataques racistas e machistas pelas redes sociais nos últimos dias


A candidata a vereadora em Santos Debora Camila (PSOL) sofreu ataques racistas em comentários em publicações sobre a campanha nas redes sociais e acionou polícia para relatar crime de injúria.

Leia também: Prefeito de Santos é flagrado em roda de samba sem máscara e em aglomeração

De acordo com Debora, os ataques começaram nas últimas semanas. Em uma das postagens, a candidata se posicionou politicamente contrária ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e recebeu uma das ofensas.

“O sua cabelo de arame você e candidata a vereadora não candidata presidente só fala merd* vai lavar um tanque cheio de roupa (sic)”, dizia um dos comentários. Segundo a candidata, os ataques além de racistas eram machistas. “Mais uma que tá louca para comprar um shampoo (sic)” e “ Va lavar roupa (sic)”.

Debora registrou um boletim de ocorrência por injúria no 2º DP de Santos após os ataques. “Esses ataques não ficarão impunes. Não vamos nos calar, pois o nosso compromisso é fortalecer a nossa luta contra o ódio e o preconceito”, afirma a candidata.

Candidata a vereadora em Santos sofre ataques racistas e presta queixa na polícia
Reprodução/Facebook
Após os ataques Debora registrou um boletim de ocorrência por injúria


Apesar dos ataques, Debora diz que recebeu diversas mensagens positivas e apoio dos amigos pelas redes sociais.

Posicionamento do partido

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), pelo qual é candidata, divulgou uma nota após o ocorrido.

"Nos últimos dias, nossa companheira Débora Camilo tem sofrido ataques racistas orquestrados por bolsonaristas em suas redes sociais.

Em nome do PSOL Santos, manifestamos nossa profunda solidariedade à companheira que tem sido linha de frente das lutas populares da região e uma firme militante antirracista.

O PSOL é um partido que luta contra toda forma de opressão e exploração. Não podemos permitir que casos de racismo passem em branco. Todas as ações jurídicas possíveis serão tomadas e não deixaremos nenhum ataque racista passar impune".

    Veja Também

      Mostrar mais