Estado revisa classificação da Baixada e Santos ganha autonomia para tomar decisões
Arquivo/ Prefeitura de Santos
Estado revisa classificação da Baixada e Santos ganha autonomia para tomar decisões


Na próxima semana, dia três de junho, Santos apresentará o plano municipal de retomada econômica ao governo do estado. A abertura gradual de parte dos estabelecimentos comerciais no mês de junho já pode ser discutida pelas prefeituras da Baixada Santista devido à reclassificação da região.

Após a contestação do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), a região mudou de bandeira vermelha para laranja no Plano São Paulo e passou para a segunda fase da flexibilização da quarentena, promovida pelo governo do Estado.

A alteração, que será oficializada terça-feira (2) pelo Estado, foi anunciada pelo prefeito de Santos e presidente do Condesb, Paulo Alexandre Barbosa, que se reuniu no período da tarde, no Palácio dos Bandeirantes, com os secretários estaduais de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, de Saúde, José Henrique Germann, e de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

“Vim apresentar os argumentos da Baixada Santista, que refletiram nessa reclassificação. Esse era o objetivo: passar da fase vermelha para a laranja, que é aquela na qual a região verdadeiramente se encontra. O Estado considerou nossos dados técnicos e vai efetivar, nos próximos dias, essa reavaliação”, explicou Barbosa.

Ainda segundo o prefeito, a mudança no Plano São Paulo não altera os cuidados que já vêm sendo tomados no combate à covid-19. “Nada abre a partir de segunda-feira (1º). Não vamos jogar fora todo o trabalho feito até o presente momento. Tudo será feito de forma gradual, responsável, com regras rigorosas. O que conquistamos foi autonomia para tomar nossas decisões sob um critério justo. Agora, cabe a nós atuarmos todos juntos no enfrentamento ao coronavírus”.

Plano São Paulo

Com início no dia 1º de junho, o Plano São Paulo possui as fases identificadas pelas bandeiras vermelha (primeira), laranja (segunda), amarela (terceira), verde (quarta) e azul (quinta), sendo que a inicial mantém todas as restrições atuais e a última libera todas as atividades. As áreas de transporte e educação não constam na tabela de reabertura porque, segundo o governo estadual, ainda estão sob avaliação dos possíveis impactos.

Regras mantidas

Em todo o período de reabertura econômica, continuarão valendo as obrigatoriedades do uso de máscara facial e do distanciamento entre as pessoas nos locais públicos, além das regras de higiene, como disponibilização de álcool em gel nos estabelecimentos.

Fase laranja

Centros comerciais (incluindo shoppings), comércio varejista, escritórios, concessionárias de veículos e serviços imobiliários constam na lista das primeiras atividades retomadas “com restrições” assim que o município passar da bandeira vermelha para a laranja.

    Veja Também

      Mostrar mais