A intenção do governo federal é ampliar a cobertura vacinal entre os públicos-alvo da campanha
Divulgação/ Prefeitura de Santos
A intenção do governo federal é ampliar a cobertura vacinal entre os públicos-alvo da campanha


Inicialmente prevista para terminar na próxima sexta-feira (5), a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe foi prorrogada até 30 de junho pelo Ministério da Saúde. As pessoas que fazem parte do público-alvo e ainda não se vacinaram, em especial as crianças, devem se dirigir a uma das 31 policlínicas da Cidade.

A intenção do governo federal é ampliar a cobertura vacinal entre os públicos-alvo da campanha, em pelo menos 28,3 milhões de pessoas. Em Santos, de acordo com o último levantamento da Secretaria de Saúde, 19,2 mil ainda precisam ser vacinadas.

O público menos vacinado em Santos é formado por crianças de seis meses a cinco anos – apenas 12.354 foram imunizadas (52,48%). A meta é imunizar pelo menos 90% de cada público-alvo – índice que a Cidade já atingiu entre as pessoas com mais de 60 anos, profissionais de saúde, gestantes e mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias. Falta bem pouco para cumprir a meta entre as pessoas com idade entre 55 a 59 anos, que está em 89,34%.

“As crianças nos preocupam bastante, pois elas são muito suscetíveis às gripes, uma vez que, pela idade, não seguem corretamente a etiqueta respiratória, em especial de não levar as mãos ao nariz, boca e olhos. Entendemos que os pais, neste momento de pandemia de covid-19, estejam temerosos em levar as crianças para vacinar, mas as policlínicas seguem rigorosos protocolos para evitar contaminação e estão com menos fluxo de pessoas, uma vez que as consultas eletivas foram canceladas para preservar a todos”, afirma Ana Paula Valeiras, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde.

Atualizar a carteira de vacinação

As crianças levadas às policlínicas podem ainda atualizar a carteira de vacinação, caso alguma dose esteja em atraso. Não há contraindicação em tomar a vacina da gripe junto a outras. Os estoques de vacina no município de Santos estão normalizados.

Desde o início da campanha de vacinação contra a gripe, Santos já vacinou mais de 242,1 mil pessoas, dentre elas os caminhoneiros, portuários, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência, motoristas de transporte coletivo e profissionais da educação, segurança e salvamento

Produzida pelo Instituto Butantan, a vacina protege contra os vírus influenza A (H1N1), A (H3N2) e B e leva cerca de dez dias para que o organismo produza os anticorpos para combater esses vírus. As doses são feitas de vírus inativos, fragmentados e purificados - ou seja, de forma alguma causam a doença.

Quem não pode tomar

A vacina não é indicada para pessoas com febre, as quais deverão adiar a aplicação até a melhora do quadro. Também não devem ser imunizadas as pessoas com alergia a ovo, histórico de anafilaxia ou que tiveram Síndrome de Guillain-Barré no período de até 30 dias após receber a dose anterior, necessitando de avaliação médica para liberação da dose.

O QUE LEVAR
Para a vacinação, é preciso apresentar documento de identificação com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou identificação profissional. Também é recomendado levar carteira de vacinação e Cartão SUS, se tiver. As futuras mães devem levar a carteira de gestante.

Pessoas com comorbidades e situação clínica especial podem apresentar um dos seguintes comprovantes: prescrição médica, receita de medicamento, anotação em prontuário das unidades de saúde, cadastro em programas de controle de doenças crônicas, comprovante de vacinação para influenza em anos anteriores ou caderneta de vacinação com registro da vacina de influenza nos anos anteriores.

Locais de vacinação em Santos

Policlínica Alemoa e Chico de Paula - R. Afonsina Proost de Souza s/nº, Alemoa
Policlínica Aparecida - Av. Pedro Lessa, 1.728
Policlínica Bom Retiro - Rua João Fraccaroli s/nº
Policlínica Campo Grande - Rua Carvalho de Mendonça, 607
Policlínica Conselheiro Nébias - Av. Conselheiro Nébias, 514, Encruzilhada
Policlínica Embaré - Praça Coronel Fernando Prestes s/nº
Policlínica Gonzaga - Rua Assis Correia, 17
Policlínica Jabaquara - Av. Rangel Pestana, 47
Policlínica José Menino/Pompeia - Avenida Floriano Peixoto, 201
Policlínica Marapé - Rua São Judas Tadeu, 115
Centro de Saúde Martins Fontes - Rua Luiza Macuco, 40, Vila Mathias
Policlínica Morro Nova Cintra - Rua José Ozéas Barbosa s/nº
Policlínica Ponta da Praia - Praça 1º de Maio s/nº
Unidade de Cuidado do Porto - Rua General Câmara, 507, Paquetá
Policlínica Rádio Clube - Avenida Hugo Maia s/nº
Policlínica Vila Nova - Praça Iguatemi Martins s/nº
Policlínica Morro São Bento - Rua das Pedras s/nº
Policlínica Vila São Jorge e Caneleira - Rua Francisco Ferreira Canto, 351
Policlínica São Manoel - Praça Nicolau Geraigire s/nº
Policlínica Piratininga - Praça João de Moraes Chaves s/nº
Policlínica Vila Mathias - Rua Xavier Pinheiro, 284
Policlínica Valongo - Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº, Saboó
Policlínica Caruara - Rua Andrade Soares s/nº - Área Continental
Policlínica Monte Cabrão - Av. Principal s/nº - Área Continental
Policlínica Monte Serrat - Praça Correia de Melo s/nº
Policlínica Morro da Penha - Rua Três, 150
Policlínica Morro José Menino - Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77 A
Policlínica Morro Vila Progresso - Rua Três, casas 1 e 2 - Vila Telma
Policlínica Morro Santa Maria - Rua 10 s/nº
Policlínica Areia Branca - Rua Francisco Lourenço Gomes, 118
Policlínica Castelo - Rua Francisco de Barros Melo, 184

    Veja Também

      Mostrar mais