Uma família precisou sair de casa
Reprodução
Uma família precisou sair de casa


Houve registro de quatro ocorrências na madrugada do dia 27, quando a Defesa Civil de Santos informou que o acumulado de chuva das últimas 72 horas (até 15h) era de 137,8 mm.

Um deslizamento no Morro Santa Maria atingiu uma moradia. A família, um casal com dois filhos adolescentes, ficaram desalojados e estão na casa de familiares. A casa atingida fica em área de ocupação irregular.

Já pela manhã, os técnicos foram até o morro do José Menino, onde houve um escorregamento na rua Pedro Borges Gonçalves. No morro da Nova Cintra, na rua Adilson Bulo, um escorregamento de encosta derrubou o muro, mas não houve vítima e a subprefeitura foi acionada para limpar a rua. No morro do Marapé, na rua Nilo Peçanha, uma pequena quantidade de solo invadiu o quintal de uma casa. Não foi necessário desocupar o imóvel.

As rajadas de vento foram de 65 km/h nesta manhã. A maré chegou 1,49 m, com ondas de 1,64 m. Segundo a CET, pela manhã, alguns locais apresentaram alagamentos. A avenida Nossa Senhora de Fátima, nos dois sentidos, na altura da Ana Santos, mas ainda transitável.

O mesmo ocorreu na Rua Boris Kauffmann. Já no José Menino, a Praça Washington, no trecho entre as ruas Décio Stuart e Santa Catarina, ficou acessível apenas para veículos de grande porte. Neste momento a situação está regularizada nas vias da cidade.


Neste domingo, o acumulado de chuva nas últimas 72 horas (até 6h) foi de 140,0 mm e não foram registradas ocorrências pela Defesa Civil de Santos, mas os morros continuam em estado de Atenção.

    Veja Também

      Mostrar mais