Na avenida Vicente de Carvalho, ao lado da Concha Acústica, ocorreu um curto
Divulgação/ Prefeitura de Santos
Na avenida Vicente de Carvalho, ao lado da Concha Acústica, ocorreu um curto


As Equipes da Defesa Civil, da Secretaria de Serviços Públicos (Seserp) e da Subprefeitura da Área Continental trabalham no rescaldo da ventania que atingiu a região entre a noite de terça-feira (30) e madrugada desta quarta (1º).

De acordo com a Defesa Civil, as rajadas de vento chegaram até 96 km/h, por volta das 21h15. Houve queda de árvores em alguns pontos da Cidade e um curto-circuito na fiação de uma torre de iluminação da orla da praia.

Galhos de uma árvore que caiu na esquina da Rua Heitor Villa Lobos com a Avenida General San Martin (canal 7) foram cortados e a via, desobstruída. O material será removido pela Coordenadoria de Paisagismo.

Na Avenida Vicente de Carvalho, a Defesa Civil isolou uma área nas imediações da Concha Acústica, onde houve um curto-circuito nos cabos de base de uma das torres de iluminação da orla. A Seserp desenergizou a torre e fará os reparos elétricos.

Na Área Continental, em Caruara, a queda de uma árvore nas imediações da Praça Encarnación Alves Corpaz causou interrupção de energia elétrica. A Subprefeitura da Área Continental acionou a concessionária Elektro e acompanha a finalização dos reparos nesta manhã. Em Monte Cabrão, a Santos Port Authority (Codesp) e a Guarda Portuária atuam no reposicionamento de um cabo de alta tensão.

Queda de árvore na Heitor Vila Lobos com o Canal 7.
Divulgação/ Prefeitura de Santos
Queda de árvore na Heitor Vila Lobos com o Canal 7.



Mais ventos e chuva

Segundo a Defesa Civil, a ventania foi provocada pela influência de algumas instabilidades associadas a um ciclone extratropical localizado na costa da região Sul do Brasil.

A previsão do tempo indica agitação marítima para esta quarta-feira, com ondas podendo alcançar entre 2,5m e 3m. Há risco moderado para impactos pontuais nas áreas mais vulneráveis à ressaca. Também haverá elevação de maré, ventos e chuva ao longo do dia, mas sem previsão de ser forte ou volumosa. Os morros seguem em estado de atenção para deslizamentos.

Nas últimas 72 horas, o volume de chuva acumulado é de 6,4mm. O mês de junho encerrou com total pluviométrico de 234mm, quantidade 77,68% acima da média mensal climatológica.

Entre esta quinta-feira (2) e sábado (4), a temperatura cairá, deixando sensação de frio para a região. A cobertura de nebulosidade deverá ficar elevada em boa parte do tempo, dificultando a elevação de temperatura durante os dias.

    Veja Também

      Mostrar mais