O recorde de números registrados é reflexo das inserções dos casos identificados nas blitz.
Isabela Carrari/Prefeitura de Santos
O recorde de números registrados é reflexo das inserções dos casos identificados nas blitz.


A Prefeitura de Santos registrou 807 casos de covid-19 entre munícipes, nesta segunda-feira (6). É o maior número num intervalo de 24 horas desde o início da pandemia, passando o total de 10.125 para 10.932 (+7,9%).

O número é reflexo das inserções dos casos identificados nas blitz e de testagem realizadas pela Prefeitura nos últimos dias, somadas às notificações dos serviços públicos e particulares de saúde.

Do total de casos confirmados até o momento, 5.988 pessoas se recuperaram da doença (54,7%), 650 delas após internação hospitalar.

A Prefeitura também recebeu as notificações de seis óbitos confirmados para covid-19, sendo dois de mulheres (83 e 91 anos) e quatro de homens (55, 56, 71 e 80 anos), ocorridos entre 29 de abril e 6 de julho. No total, 386 munícipes morreram pela doença. Há outros 13 óbitos em investigação.

Internações

O número de pacientes com sintomas, internados na rede hospitalar de Santos, se manteve estável. Há 340 pacientes, 171 deles munícipes (50,3%) e 169 de outras cidades (49,7%). Destes, 158 pacientes estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 85 deles moram em outras cidades (53,8%) e 73 em Santos (46,2%). A taxa de ocupação geral dos 853 leitos disponíveis é de 40%. Entre os 326 leitos de UTI, a taxa é de 48%. Na rede privada, a ocupação é de 67% e, no SUS, de 34%. Nos leitos de UTI para adultos, a ocupação é de 51%.

Balanço

Casos confirmados: 10.932
Suspeitos: 475
Internações: 171 (73 em UTI)
Recuperados: 5.988 (650 hospitalares)
Óbitos (confirmados): 386 (13 em investigação)
Testes rápidos: 70.610
Testes PCR: 19.375

    Veja Também

      Mostrar mais