A fase amarela começou nesta segunda-feira (13)
Divulgação/ Prefeitura de Santos
A fase amarela começou nesta segunda-feira (13)


Com a mudança da região para a fase amarela, a Prefeitura de Santos anunciou que haverá mais rigor na fiscalização de estabelecimentos e na conduta da população, a partir desta segunda (13), para o cumprimento das regras estabelecidas para a fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena.

Caso o comportamento visto nas ruas vá contra os protocolos estabelecidos, a Prefeitura poderá retroceder em decisões já tomadas nos últimos dias, como a liberação das praias, por exemplo.

Fase Amarela permite a abertura, de forma parcial, de bares, restaurantes, lanchonetes, quiosques, salões de beleza, barbearias, praças de alimentação dos shopping centers e locais para prática de atividades físicas e esportivas individuais em equipamentos públicos e privados (academias, clubes e escolinhas esportivas). Foram liberadas para atividades, ainda, escolas de idiomas, de cursos livres e de educação profissionalizante.

Além disso, hotéis poderão voltar a receber turistas, respeitando o limite de 40% da capacidade de ocupação. Atualmente, já recebem hóspedes corporativos e com fins de moradia.

O avanço da Baixada Santista no programa de retomada econômica foi anunciado nesta sexta-feira (10) pelo governo estadual.

Normas para atividades físicas

decreto com o detalhamento das normas para prática de atividades físicas foi publicado neste domingo. Entre as regras, atendimento limitado a 30% da capacidade; funcionamento limitado a seis horas diárias com aulas ou práticas exclusivamente individuais, sem interação ou contato direto entre os participantes ou compartilhamento de equipamentos, aparelhos ou artigos esportivos.

Academias poderão funcionar das 6h às 8h e das 17h às 21h, diariamente. Clubes e escolinhas de futebol, das 15h às 21h, todos os dias.

É obrigatória a utilização de máscara facial por praticantes, alunos, professores, supervisores, técnicos, funcionários, empregados, dirigentes, autoridades, colaboradores ou prestadores de serviços.

Limites no comércio

Com a mudança de etapa, a limitação de atendimento passa de 20% para 40% da capacidade, com funcionamento por até seis horas diárias – valendo para todos os comércios, salões de beleza e barbearias. Todos os detalhes estão no  decreto publicado no último sábado (11), no Diário Oficial.

Os estabelecimentos comerciais da região Central (Valongo, Centro, Paquetá, Vila Nova e Vila Mathias), estarão abertos de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h, e, aos sábados e domingos, das 9h às 15h. No restante da Cidade, funcionarão das 13h às 19h diariamente.

Em virtude da reabertura das praças de alimentação para consumo local, os shoppings poderão optar pelo horário de funcionamento que melhor convier: das 12h às 18h ou das 15h às 21h, diariamente.

PRECAUÇÕES

Em todos os locais, seguem em vigor os protocolos de distanciamento, higienização, aferição de temperatura e uso obrigatório de máscaras, estabelecidos pelo Município.

    Veja Também

      Mostrar mais