Os vídeos disponíveis podem ser vistos na plataforma da escola.
Reprodução
Os vídeos disponíveis podem ser vistos na plataforma da escola.


Como se prevenir da covid-19? Alunos, do 7º ao 9º ano, de 16 escolas de ensino fundamental II da rede municipal de ensino de Santos respondem essa pergunta em vídeos.

Ao participar do Projeto Santos Jovem Doutor (PSJD), eles criaram, produziram, gravaram e editaram vídeos sobre o assunto. A atividade foi realizada em grupo, mas virtualmente- com o objetivo de consolidar conhecimentos adquiridos durante a pandemia para disseminar informações confiáveis entre a comunidade escolar e a população.

Os três primeiros vídeos, feitos pelos estudantes das unidades Florestan Fernandes, no Embaré e Judoca Ricardo Sampaio (Caruara), já estão disponíveis nas plataformas das escolas e no Portal da Prefeitura. Com cerca de dois minutos, os 16 vídeos devem estar finalizados e postados nas plataformas das escolas que integram o projeto até 30 de julho.

Para Miguel Brunocilla Santos, de 14 anos, do 9º ano da Florestan Fernandes, o PSJD é um projeto que traz vasto conhecimento sobre doenças e como preveni-las. “Todo ano, o projeto pede um trabalho maior e, como estamos na pandemia, resolvemos criar este vídeo do que é certo e errado fazer e como. A intenção é espalhar o conhecimento que adquirimos na família e entre amigos”.

De acordo com ele, foi importante realizar a ação porque muitos pensam que a doença é invenção da mídia e ainda circulam sem usar máscara, por exemplo. Cada componente do grupo colaborou de uma forma, de sua casa. “Um foi narrador, outro editor e assim por diante”.

Já a veterana do PSJD e ex-aluna da Judoca Ricardo Sampaio Maidza Yasmim Honorato da Silva, 16, ressaltou que ensinar o outro é a melhor forma de fixar um conteúdo. “Foi um desafio fazer isso durante a pandemia, pois antes passávamos conhecimento por meio de palestras e entrega de panfletos. Agora, usamos a tecnologia com criatividade e responsabilidade para atingir as pessoas”.

Maidza disse que seu grupo discutiu bastante o vídeo e levou uma semana entre a organização de ideias e montagem. “Estou no projeto há três anos e buscamos aproximar a sociedade das verdadeiras informações porque há muitas fake news”. Ela afirmou que o PSJD a ajudou muito a ser aprovada na Etec Santos Dumont (Guarujá), onde cursa o 1º ano do ensino médio.

PROJET0

O PSJD, que está na sexta edição, é uma parceria entre as secretarias municipais de Saúde e Educação e a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), por meio da disciplina de Telemedicina.

Desenvolve atividades de prevenção e promoção da saúde, com temas como IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis), tabagismo, tuberculose, gravidez na adolescência, puberdade, métodos contraceptivos e acne.

Este ano, o projeto envolveu 344 estudantes das unidades Cidade de Santos, Avelino da Paz Vieira, Mário de Almeida Alcântara, Edmea Ladevig, Ayrton Senna da Silva, Florestan Fernandes, Lourdes Ortiz, Pedro II, Irmão José Genésio, Oswaldo Justo, 28 de Fevereiro, Martins Fontes, José Carlos de Azevedo Jr., José da Costa e Silva Sobrinho, Judoca Ricardo Sampaio Cardoso e Monte Cabrão. Destes 344 participantes, 176 vão se formar em novembro.

    Veja Também

      Mostrar mais