O mutirão contará com 61 agentes de combate
Arquivo/ Prefeitura de Santos
O mutirão contará com 61 agentes de combate


O Rádio Clube receberá ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana. Na quarta-feira (29), das 9h às 17h, será realizado mutirão em todo o bairro. Já na quinta (30) e sexta (31), imóveis localizados em 15 quadras receberão aplicação de inseticida, das 9h às 17h.

O Rádio Clube é o bairro da Zona Noroeste de Santos com maior ocorrência de casos de doenças transmitidas pelo inseto em 2020: são cinco de dengue e um de chikungunya.

"Enquanto no mutirão temos o objetivo de identificar situações de água parada, que colaboram para a reprodução do mosquito, na aplicação de inseticida o intuito é combater o Aedes aegypti em sua fase adulta, quando já está transmitindo as doenças. Para termos mais sucesso no enfrentamento ao mosquito contaminado, fazemos a nebulização no entorno de residência de moradores que contraíram chikungunya e a dengue recentemente", explica Ana Paula Favoreto, chefe de atividade técnicas da Seção de Controle de Vetores, da Secretaria de Saúde.


MUTIRÃO

O mutirão contará com 61 agentes de combate a endemias, que percorrerão todo o bairro para vistoriar os imóveis e eliminar situações de risco para a proliferação do mosquito.

Devido à pandemia de covid-19, as vistorias estão restritas aos espaços abertos e áreas comuns e os agentes usam máscara, luvas e álcool em gel 70%, além de estarem identificados com uniforme (colete verde) e crachá.

A equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC) divulgará e tirará as dúvidas da população sobre a aplicação de inseticida prevista para os dias subsequentes.

NEBULIZAÇÃO

A aplicação de inseticida no Rádio Clube ocorrerá no perímetro formado pela Avenida Brigadeiro Faria Lima e ruas Álvaro Guimarães e Facundo Leite. Duas quadras do Caminho São José também serão contempladas.

A ação contará com o trabalho de 15 agentes de endemias. Em caso de mau tempo, a ação é transferida para outra data.

A nebulização é realizada apenas em áreas abertas como quintais, corredores e pátios. Todas as pessoas devem sair do local e só retornar meia hora depois de terminada a aplicação do inseticida. Roupas devem ser tiradas do varal previamente. Alimentos, bebedouros e comedouros de animais devem ser guardados. Animais de estimação também não devem ser expostos à pulverização. Portas e janelas devem permanecer abertas.

Vale lembrar que a aplicação de inseticida é uma estratégia adotada a partir de protocolos, não havendo qualquer indicação para uso indiscriminado.

CASOS

Com relação às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, Santos confirmou 101 casos de dengue e nove de chikungunya em 2020. Não há registro de zika neste ano. Já a febre amarela urbana não é registrada no Brasil desde a década de 1940.

    Veja Também

      Mostrar mais