O cão farejador sinalizou a presença da droga e confirmou as suspeitas
Divulgação/ Receita Federal
O cão farejador sinalizou a presença da droga e confirmou as suspeitas


Durante uma ação realizada nesta terça-feira (4), as equipes da Alfândega da Receita Federal de Santos localizaram 388 kg de cocaína escondidos em uma carga, que seria exportada para a Europa.

A droga estava escondida em uma carga de pó de guaraná, que do Porto de Santos, seria enviada para o Porto de Algeciras, na Espanha. A mercadoria foi selecionada para conferência de acordo com os critérios de análise de risco, incluindo a inspeção por imagens de escâner.

Durante a inspeção, o cão farejador da Receita Federal sinalizou a presença de drogas e, aberta a carga, foram localizados diversos tabletes de cocaína, que totalizaram 388 kg.

A Alfândega da Receita Federal já havia apreendido 129 kg de cocaína em um contêiner carregado de suco de laranja, com destino a Antuérpia, na Bélgica, nesta segunda-feira (3).

Com essas duas, a Receita Federal atinge a marca de 11,9 toneladas de cocaína interceptadas em cargas de exportação no Porto de Santos, somente neste ano.

A Alfândega da Receita Federal entregou a droga para a Polícia Federal, que acompanhou a operação a partir da localização, e prosseguirá com as investigações.

    Veja Também

      Mostrar mais