É a melhor pontuação desde a criação do índice.
Divulgação/ SPA
É a melhor pontuação desde a criação do índice.


O Porto de Santos avançou uma posição no ranking do Índice de Desempenho Ambiental (IDA) da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), referente ao ano de 2019. De acordo com a Santos Port Authority (SPA), as ações da empresa fizeram o complexo portuário santista subir da quinta para a quarta colocação, dentre os 31 portos participantes do ranking.

O Porto de Santos aumentou em 10,96 pontos sua marca em relação à divulgação do ano passado, ficando atualmente com 94,28 pontos, maior pontuação já atingida pela SPA desde a criação do índice.

Segundo a Superintendência de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho (Sumas) da SPA, o resultado se deve à valorização do núcleo ambiental técnico próprio da Autoridade Portuária que, alçado a posições de gestão, pôde contribuir de modo mais efetivo em ações estratégicas de melhoria do desempenho ambiental do Porto de Santos.

“Os avanços obtidos recentemente na gestão ambiental do Porto podem ser atribuídos ao constante apoio da diretoria e à dedicação de toda a equipe técnica, que não mediu esforços ao longo do ano de 2019 em cumprir compromissos de sustentabilidade e para atender a requisitos legais e de prevenção à poluição em todas as suas formas”, disse o Superintendente da Sumas, Mauricio Bernardo Gaspar Filho.

Dentre as ações que possibilitaram o aumento da nota, destacam-se:

  • Realização de ações de treinamento e capacitação de assuntos de interesse ambiental;
  • Intensificação do acompanhamento da SPA sobre emergências ambientais e planos de contingência;
  • Aprimoramento da gestão e execução de seus programas ambientais, tendo sido viabilizadas, no ano de 2019, ações previstas na Licença de Operação que ainda não haviam sido implantadas, como o Programa de Monitoramento de Espécies Exóticas Marinhas;
  • Obtenção de parecer favorável do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) sobre seu Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), essencial para atendimento à Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal nº 12.305/2010);
  • Intensificação e inovação de ações fiscalizatórias para coibir práticas irregulares potencialmente poluidoras, contribuindo para a diminuição do número de ocorrências ambientais.


O presidente da SPA, Fernando Biral, destacou a atuação do setor de meio ambiente da SPA para garantir o avanço na classificação da Antaq. “A SPA comemora a conquista sem precedentes, mas mira o futuro, reconhecendo a importância de atuar com protagonismo na expansão e modernização da infraestrutura portuária e aprimoramento da relação Porto-Cidade para obtenção de soluções cada vez mais sustentáveis”, afirma Biral.

    Veja Também

      Mostrar mais