Um dos objetivos do projeto é dar o destino correto a materiais que estão sem uso
Reprodução
Um dos objetivos do projeto é dar o destino correto a materiais que estão sem uso


A iniciativa ' Bicicleta velha, bota pra rodar ', que recupera bikes usadas para doação, está de volta em Santos . Dessa vez, em razão do coronavírus, a ação foca nas garagens de condomínios e empresas , evitando assim entrar nas residências dos munícipes, diminuindo as chances de colocá-los em risco.

Leia também

"Em tempos de pandemia, ninguém quer abrir a casa para estranhos. Então fica mais fácil deixarem os materiais nesses outros locais, onde sempre há um zelador, alguém que pode abrir a garagem pra gente poder pegar. Além de serem lugares de grande concentração de bicicletas, sempre há umas 10 ou 15 que ficam por lá enferrujando e a gente recolhe para dar uma nova finalidade", explicou o presidente da Associação Brasileira de Bicicletas (ABC), Jessé Teixeira Félix.

O objetivo é dar o destino correto a materiais que estão sem uso, contribuindo com a preservação do meio ambiente e, ainda, ajudar quem precisa se locomover de forma barata e saudável, reutilizando peças de bikes, patins, skates e até de cadeiras de rodas para recuperar bicicletas, antes quebradas, para serem doadas. Desde 2017, já foram mais de 100 bikes revitalizadas e destinadas a novos donos.

"Muitas vezes, as pessoas acabam jogando esses objetos que não usam mais em terrenos baldios, praças e locais públicos, e raramente o ferro velho pega um material tão degradado. Então nós incineramos o que não pode ser recuperado e revitalizamos e doamos o que é possível, sempre dando prioridade para quem realmente necessita da bicicleta, seja para trabalhar, entregar currículos etc.", explica o presidente da ABC.

Você viu?

As bikes são avaliadas e revitalizadas por voluntários. Este ano, inclusive, o projeto oferecerá um curso de mecânica de bicicletas totalmente gratuito, em parceria com a Liga Santista de Ciclismo. "Abriremos as inscrições para o curso na segunda quinzena de março. É uma oportunidade para quem gosta de bicicleta poder se qualificar e, quem sabe, transformar isso em uma atividade lucrativa", acrescentou Teixeira.

Condomínios e empresas que desejarem contribuir com doações podem agendar a retirada dos materiais pelos telefones 3025-7373 e (13) 99135-0360, ou pelo e-mail abciclistas768@gmail.com. O projeto ainda aceita doações avulsas, basta o munícipe entregar as bicicletas nos ecopontos (endereços abaixo) ou agendar a retirada pelos contatos citados anteriormente.

O “Bicicleta velha, bota pra rodar” é uma parceria entre a Associação Brasileira de Ciclistas (ABC) e a ONG Sem Fronteiras, com apoio da Secretaria de Governo de Santos. Os ecopontos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

ECOPONTOS

ONG Sem Fronteiras
Rua da Constituição, 75, Paquetá

Sociedade Melhoramentos da Ponta da Praia
Rua Maestro Heitor Villa-Lobos, 160

Sociedade de Melhoramentos da Vila Mathias
Rua Lucas Fortunato, 45

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários