Costa Diadema é o quinto navio a passar pelo Porto de Santos nesta temporada de cruzeiros
Marcelo Martins/Prefeitura de Santos
Costa Diadema é o quinto navio a passar pelo Porto de Santos nesta temporada de cruzeiros


Com capacidade para hospedar 4.947 passageiros, o Costa Diadema , maior navio que a Costa Cruzeiros trouxe para a América do Sul em seus 73 anos de operação, fez sua primeira parada em Santos nesta segunda-feira (20). O transatlântico, que conta com 1.253 tripulantes, saiu no final de tarde com destino a Salvador e Ilhéus, na Bahia, com retorno programado para o dia 27.

Representando o prefeito Rogério Santos, a secretária de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo Selley Storino participou da cerimônia da troca de placas com o comandante da embarcação, Giorgio Moretti, em solenidade que contou com a participação do ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

O Costa Diadema é o quinto navio a passar pelo Porto de Santos nesta temporada de cruzeiros. Já atracaram MSC Preziosa, Costa Fascinosa, MSC Seaside e MSC Splendida.

Tia Egle é madrinha

Escolhida como madrinha do transatlântico, Egle Rodrigues Pereira, a Tia Egle, que mantém um trabalho social com crianças nas áreas de Educação, Esportes, Cultura e Lazer, foi escolhida para cortar a fita do Costa Diadema. Sua entidade receberá uma doação de alimentos por parte da Costa Cruzeiros.

Leia Também

"Hoje estamos muito felizes, porque essa temporada de cruzeiros quase não aconteceu por causa da pandemia de covid-19. Santos atuou firmemente com o Ministério do Turismo para que essa retomada pudesse acontecer”, comentou Selley Storino. "Nosso protocolo de segurança foi exemplo para outros destinos".

Ainda segundo a secretária de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo, "a temporada de cruzeiros é importante porque movimenta a economia e gera empregos. Muitas pessoas vêm para embarcar e acabam ficando alguns dias na Cidade, que está cheia de atrativos".

Turismo no Brasil

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, ressaltou a importância de Santos para fazer crescer o turismo de cruzeiros no País. "Nossa meta, enquanto ministério, é desobstruir os obstáculos e estimular os empresários. O Brasil pode se tornar a meca do turismo de cruzeiros".

Presidente executivo da Costa Cruzeiros para América do Sul e América Central, Dario Rustico citou que a pandemia de covid-19 impôs grandes desafios para o setor de turismo náutico. "Mas hoje conseguimos ter dois grandes navios na costa brasileira, o Costa Diadema e o Costa Fascinosa. Ambos vão transportar 130 mil turistas pelo Brasil até abril, resultando em trabalho para 2.300 pessoas".

O comandante do Costa Diadema, Giorgio Moretti, falou da felicidade em ver o transatlântico aportando no Brasil pela primeira vez. "Diadema remete a diamantes e o nome do navio fala sobre amor que temos pelo mar, que temos pelos nossos hóspedes".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários