Faltas alcançaram um quantitativo além do normal por conta da gripe ou Covid-19
Reprodução
Faltas alcançaram um quantitativo além do normal por conta da gripe ou Covid-19


As novas variantes da Covid-19 e a circulação da Influenza têm trazido uma necessidade de adaptação de urgência em diversas empresas, inclusive nas empresas que oferecem serviços terceirizados. Segundo José Renato Quaresma, diretor da Embraps, empresa especializada na prestação de serviços terceirizados da Baixada Santista, desde as últimas semanas de 2021 foi possível perceber que as faltas alcançaram um quantitativo além do normal por conta da gripe ou Covid-19, fato que se agravou após a virada do ano.

“O número de afastamento por Covid ou gripe tem sido três vezes maior que o comum. E como somos uma empresa que oferece equipe de profissionais terceirizada e temos que fazer a reposição de qualquer forma desses profissionais, tivemos que aumentar rapidamente nossa reserva de pessoal para compensar essa situação. Essa é a grande vantagem da terceirização. Conseguimos de alguma forma driblar alguns problemas causados com a pandemia”, comenta Quaresma.

Em 2021, a organização fechou o ano com um crescimento 14% maior em relação ao resultado obtido em 2020 desse tipo de prestação de serviço, tendência que deve continuar em expansão neste ano. “A terceirização de profissionais tem sido cada vez mais procurada pelas empresas por conta da economia e facilidades que o nosso serviço oferece. Em situações como a que estamos vivendo atualmente, com um grande volume de pessoas sendo afastadas por motivos de saúde, a empresa não fica desfalcada e, até que o profissional se recupere, outra pessoa estará cuidando dos afazeres”, explica.

Leia Também

Foi para diminuir os custos com contratação e melhorar o desempenho do condomínio onde atua, que o síndico profissional Thiago Rocha optou pela terceirização do serviço de portaria. Segundo ele, a mudança no formato de contratação trouxe diversos benefícios para o dia a dia.

“No início, o funcionário orgânico pode ser mais barato, mas com o tempo os valores de pagamento vão aumentando. A segunda razão para essa mudança foram as faltas. Um edifício não pode ter seu cotidiano parado, por isso optamos pela terceirização, o que vem nos ajudando muito”, explica Rocha.

De acordo com o profissional, quando um colaborador faltava, ele dependia da disposição de outros trabalhadores para cobrir o horário vago, contudo, nem sempre era possível. “Às vezes a pessoa tinha algum compromisso e isso acabava até gerando atritos internos. Com a empresa terceirizada, existe a possibilidade de enviarem alguém para substituir”, comenta o síndico.

Segundo Quaresma, a eficiência dos serviços prestados pela Embraps é o que faz a empresa ser referência no ramo na Baixada Santista. “Desde o início da pandemia a Embraps está à disposição dos clientes para sanar os problemas com o afastamento de funcionários por conta da Covid-19, pois sabemos da diferença que a ausência de um colaborador faz no andamento de uma empresa. Por essa razão, estamos em mais um ano cumprindo esse propósito e contribuindo para trazer equilíbrio em um momento tão delicado”, conclui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários