A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal , em cooperação com organismos internacionais, deflagraram nesta terça-feira (15) a Operação TURFE e BRUTIUM com o objetivo de combater organização criminosa suspeita de praticar os crimes de tráfico de drogas internacional e de lavagem de dinheiro .

A investigação teve início há cerca de um ano e meio e identificou uma organização criminosa que atua no transporte de cocaína da fronteira oeste do Brasil até portos do Rio de Janeiro e Santos. A droga era inserida em contêineres a serem exportados, utilizando-se da prática conhecida como rip on rip off, que consiste em utilizar uma exportação legítima para enviar a droga ao exterior.

Também foi identificada uma rede utilizada para lavagem de dinheiro da atividade ilícita. A organização criminosa se valeu de interpostas pessoas físicas e pessoas jurídicas a fim de evitar o rastreio dos recursos financeiros obtidos de forma ilícita pelos órgãos de controle e persecução penal brasileiros.

A Receita Federal monitorou as operações de exportação em cooperação estreita com a Polícia Federal, bem como, realizou a análise fiscal de diversos investigados, o que contribuiu para caracterização do delito de lavagem de capitais

São cumpridos 19 mandados de prisão e 22 mandados de busca e apreensão em residências dos investigados e nas empresas supostamente ligadas à organização criminosa. A Justiça Federal também decretou o sequestro de aproximadamente 250 milhões em bens. Na Baixada Santista as operações foram realizadas em Santos, Guarujá e Praia Grande.

As ações ocorreram simultaneamente em cinco estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários