Desde que a pandemia começou, os cuidados com a higiene pessoal e de ambientes têm sido uma preocupação constante e, por isso, a limpeza profissional e especializada vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente em ambientes residenciais e em condomínios.

Leia também

De acordo com a M&S Terceirizações e Serviços, o setor de bio desinfecção teve aumento de 250% na procura por este tipo de serviço na Baixada Santista nos últimos 2 meses, por advento da segunda onda da pandemia do coronavírus. “É a tecnologia a serviço da nossa saúde e a favor da vida. Nossa região possui o maior número de idosos do país, muitos vivendo nestes condomínios. Portanto, todo o cuidado que tivermos nesse momento será determinante para sua condição de saúde futura”, avalia Raphael Vinholes, CEO do Grupo M&S.

Vinholes ainda explica que um dos perfis em que a maior procura pelo serviço são de pessoas que foram infectadas pelo coronavírus e, diante da alta taxa de contaminação, querem deixar suas residências completamente seguras. "A contaminação requer uma quarentena em casa. Nós contribuímos para, assim que termine a quarentena daquela pessoa, garantir a higienização de todos os ambientes, de modo a preservar a saúde das demais que convivem na residência", explica.

Você viu?

Para garantir a segurança e a eficácia destas ações, a tecnologia é uma importante aliada. Atento a isso, o Grupo M&S investe em equipamentos de qualidade e soluções inovadoras. Um bom exemplo é o uso do pulverizador elétrico, ao aplicar no ambiente um desinfetante à base de peróxido de hidrogênio, a técnica garante muito mais eficiência quanto à eliminação dos germes do que o uso do cloro comum.

Outra vantagem é que sua utilização não oferece riscos e nem contraindicações: se usado de forma correta, não agride olhos, pele e mucosas, não é corrosivo e pode ser aplicado em qualquer tipo de superfície, como pisos, paredes, metais, madeiras, entre outras.

A empresa realiza também a nebulização de ambientes, estes sanitizantes contêm princípios ativos que atingem a cápsula lipídica do vírus e seu material genético, inativando-o. Esta é uma tecnologia também utilizada mundialmente para a desinfecção hospitalar e que se mostrou eficaz no controle do coronavírus e de vírus muito mais resistentes que o Covid-19, como o Ebola.

“Essa desinfecção é de alto nível e não envolve pessoas no processo (ação no-touch), pois é realizada por um robô de desinfecção, garantindo a descontaminação de 99,99999% do ambiente”, destaca Vinholes.

Todos os métodos de limpeza e desinfecção empregados nos serviços oferecidos pelo Grupo M&S são autorizados e remendados pela ANVISA, além de contar com uma equipe qualificada por especialistas em Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH). “A higienização focada em desinfecção dos ambientes são procedimentos específicos realizados com produtos bactericidas e virucidas, com objetivo de matar germes e microrganismos das superfícies”, explica o CEO da empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários