Alguns banhistas não respeitaram o uso de máscaras e a não permanência na faixa de areia na praia de Santos
Mônica Basile/iG
Alguns banhistas não respeitaram o uso de máscaras e a não permanência na faixa de areia.


Durante o último fim de semana , dias 26 e 27 de setembro, a prefeitura de Santos orientou 1.860 banhistas por uso inadequado do solo ou de máscaras de proteção na orla da praia . Três multas foram aplicadas. As medidas de proteção são para evitar novos casos de Covid-19 .

Leia também:

915 banhistas que não estavam com máscaras de proteção foram orientados por equipes da Guarda Municipal Civil (GCM) a usarem o objeto que é obrigatório em locais públicos. Três pessoas foram autuadas por não desrespeitarem o decreto que torna o obrigatório o uso de máscaras.

A falta do uso de máscara, desde o dia 1º de maio, em Santos, é caracterizado como infração passível de multa. A GCM orienta os munícipes e turistas sobre a obrigatoriedade do item em todas as regiões da cidade. As multas, no valor de R$ 100, são aplicadas somente quando a pessoa não porta a máscara e/ou se recusa a usá-la.

Permanência na faixa de areia

Outros 945 banhistas foram orientados a respeito do uso inadequado do solo, já que está proibido na cidade colocar guarda-sol e cadeiras na faixa de areia. O banho de mar está permitido em Santos.

A permanência na areia não é passível de multa. A prefeitura realiza a orientação do banhista, em caso de persistência, pode ser encaminhado ao distrito por desobediência.

Ambulantes

Em 27 de agosto, seguindo o Plano SP, a prefeitura liberou o retorno dos ambulantes na orla da praia, mediante o cumprimento das regras em vigor. É permitido a montagem de estruturas (como carrinho, tabuleiro ou banca) na faixa arenosa, mas sem o uso de mesas, cadeiras e guarda-sóis ou qualquer outro equipamento que possibilite a permanência ou aglomeração.

O uso de máscara é obrigatório tanto para os ambulantes quanto para os clientes e os comerciantes devem disponibilizar álcool em gel para os funcionários e clientes. O distanciamento mínimo de 1,5m demarcado com fita também deve ser respeitado.

O ambulante que não respeitar as regras podem ser multado em 1 mil e 12 mil reais.

Esportes

Desde o dia 22 de junho, foi liberada a prática de atividades físicas e esportivas individuais na faixa de areia e calçadão da praia de Santos, com a finalidade de promoção de saúde. No último dia (14) foram liberadas as atividades esportivas coletivas em campos e quadras e na orla da praia.

Prática de esportes na orla da praia de Santos está liberado%2C mas é necessário o uso de máscaras
Mônica Basile/iG
Prática de esportes na orla da praia de Santos está liberado, mas é necessário o uso de máscaras


Quiosques

De acordo com as informações da prefeitura, desde 11 de julho está permitido o funcionamento dos quiosques na orla com limitação de 40% do público e duas pessoas na área interna do quiosque.

Os quiosques de lanche podem funcionar das 19h à 1h e os de coco das 10h às 16h. É vetado o consumo em balcão.

O atendimento por delivery não tem limitação de horário, contudo o quiosque deve permanecer fechado quando fora do período permitido para atendimento presencial.

A Guarda Civil Municipal (GCM) monitora toda a extensão da orla visando o cumprimento dos decretos em vigor, com foco no distanciamento social (aglomeração) e uso de máscara. Os valores arrecadados com as multas são revertidos para a compra de máscaras para a população em vulnerabilidade social.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 153.

    Veja Também

      Mostrar mais